• New Page 1

    RSSFacebookYouTubeInstagramTwitterYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTube  

Helicóptero que caiu com presidente do Irã estava na rota planejada e não tinha marcas de bala, aponta investigação


Relatório preliminar foi divulgado na quinta-feira (23) pelas Forças Armadas do Irã. Ebrahim Raisi morreu ao retornar de região próxima à fronteira com o Azerbaijão no domingo (19), quando, segundo a imprensa oficial iraniana, sua aeronave sofreu um incidente por conta das condições climáticas adversas. O que acontece no Irã, depois da morte do presidente do país?
O helicóptero Bell 212 que caiu com o presidente do Irã, Ebrahim Raisi, estava na rota inicialmente planejada e não tinha marca de balas, aponta relatório preliminar da investigação.
Quem era Ebrahim Raisi, presidente do Irã morto em queda de helicóptero
✅ Clique aqui para seguir o canal de notícias internacionais do g1 no WhatsApp
Raisi e mais sete pessoas a bordo, incluindo outros oficiais do governo iraniano, morreram após o helicóptero onde eles estavam cair em uma região montanhosa no domingo (19).
Divulgado na quinta-feira (23) pelas Forças Armadas iranianas, o relatório informa ainda que o piloto fez contato um minuto e meio antes da queda com os outros dois helicópteros —as três aeronaves voltavam de região próxima à fronteira com o Azerbaijão.
Nada suspeito foi observado nas conversas entre o controle de tráfego aéreo e a tripulação, ainda segundo o relatório, informou a agência iraniana Tasnim News. A aeronave pegou fogo ao atingir o solo.
As conclusões reforçam a hipótese de que o helicóptero caiu em razão das más condições climáticas, suspeita inicialmente divulgada pela TV estatal iraniana.
Imagens divulgadas pela IRNA mostraram que o local do acidente é uma encosta íngreme em uma cadeia de montanhas a 20 quilômetros da fronteira com o Azerbaijão.
As investigações sobre as causas da queda prosseguem, de acordo com o Estado-Maior das Forças Armadas do Irã.
LEIA TAMBÉM:
Ebrahim Raisi, presidente do Irã que morreu em acidente de helicóptero, será enterrado nesta quinta em sua cidade natal
Helicóptero ultrapassado e dificuldade para repor peças: queda de aeronave com presidente do Irã expõe fragilidade da aviação local em meio a embargo dos EUA
Após morte de Ebrahim Raisi, Irã marca eleições presidenciais para 28 de junho, diz agência
Veja a seguir o que se sabe o que ainda falta saber sobre o incidente:
Quando e onde o helicóptero caiu?
Quem estava a bordo?
Por que o helicóptero caiu?
Como foram feitas as buscas?
O que acontece após a morte do presidente do Irã?
Quando e onde o helicóptero caiu?
O incidente com o helicóptero ocorreu por volta das 13h (no horário local, 6h de Brasília) de domingo (19). Ebrahim Raisi e outras autoridades voltavam da inauguração de uma barragem em uma região do país que faz fronteira com o Azerbaijão.
De acordo com a imprensa oficial iraniana, o incidente aconteceu na província iraniana de Azerbaijão Oriental, em uma área de floresta chamada Dizmar, entre as aldeias de Uzi e Pir Davoor.
O local fica em uma região montanhosa e de difícil acesso, a cerca de 500 km de Teerã, a capital iraniana. Por conta disso, as equipes de resgate demoraram horas para chegar ao local do acidente.
O Departamento de Estado dos EUA informou nesta segunda que o Irã pediu ajuda ao país para localizar o helicóptero que levava o presidente iraniano. No entanto, os EUA não puderam fornecer ajuda, principalmente por razões logísticas.
Corpos de vítimas da queda de helicóptero que matou presidente do Irã são removidos
Presidente do Irã, Ebrahim Raisi, morreu após helicóptero cair em área com baixa visualização perto da fronteira com o Azerbaijão, em 19 de maio de 2024.
arte/ g1
Quem estava a bordo?
Além do presidente do Irã, Ebrahim Raisi, também estavam a bordo do helicóptero:
o ministro das Relações Exteriores, Hossein Amirabdollahian;
o governador da província iraniana do Azerbaijão Oriental, Malek Rahmati;
o líder religioso Hojjatoleslam Al Hashem.
Além dessas quatro autoridades e outra não nomeada, três membros da tripulação também morreram no acidente, totalizando oito vítimas, segundo a Associated Press.
LEIA TAMBÉM:
SANDRA COHEN: Morte de presidente iraniano desencadeará briga em torno do sucessor de Khamenei
Morte de presidente do Irã: vice assume governo, e corpo é identificado
Após morte de Ebrahim Raisi, Irã marca eleições presidenciais para 28 de junho, diz agência
Quem é Ebrahim Raisi, presidente do Irã
Por que o helicóptero caiu?
Ainda não se sabe. A TV estatal iraniana informou que o helicóptero sofreu um acidente em razão das más condições meteorológicas no local e que outros dois helicópteros que estavam no comboio pousaram em segurança.
A imprensa local atribuiu a queda a uma “falha técnica”. A aeronave é um Bell 212, helicóptero bimotor que fez o primeiro voo no final da década de 1960 e não é mais fabricado. O acidente expõe a fragilidade da aviação iraniana em meio a décadas de embargo pelos Estados Unidos.
Na madrugada de segunda (20), no horário local, a agência de notícias estatal da Turquia Anadolu informou que um drone do país encontrou uma fonte de calor que, mais tarde, foi confirmado que se tratavam dos destroços do helicóptero. (Veja no vídeo abaixo)
Drone enviado pela Turquia auxilia nas buscas pelo presidente iraniano
Como foram feitas as buscas?
Segundo o governo, ao menos 40 equipes participaram da tentativa de resgate, e as Forças Armadas – inclusive a Guarda Revolucionária do Irã, a elite militar iraniana – participaram das buscas.
A neblina, as chuvas e ventos fortes dificultaram a condução de buscas aéreas — elas foram realizadas por equipes que chegaram com veículos terrestres até uma parte do trajeto e seguiram a pé até o local do acidente.
As buscas continuaram durante a madrugada e duraram mais de 12 horas. Apenas no início da manhã de segunda (madrugada no Brasil), os resgatistas chegaram ao local do acidente e confirmaram as mortes.
Alguns países enviaram recursos para ajudar. A Turquia mandou drones e a Rússia anunciou, no domingo (19), o envio de duas aeronaves avançadas e 50 socorristas profissionais.
VÍDEO: veja o local onde o helicóptero do presidente do Irã caiu
O que acontece após a morte do presidente do Irã?
O então primeiro-vice-presidente, Mohammad Mokhber, assumiu como presidente do país nesta segunda-feira (20) e vai comandar o Irã de forma interina até a realização de novas eleições, que vão ocorrer em 28 de junho.
vice-presidente Mohammad Mokhber
O vice-presidente do Irã, Mohammad Mokhber, que deve assumir o Executivo após acidente com presidente iraniano – Foto: Associated Press
Mokhber foi nomeado pelo líder supremo do Irã, o aiatolá Ali Khamenei, que é a figura política mais poderosa do país.
Em pronunciamento oficial, Khamenei disse que “a nação iraniana não deve se preocupar” e que “não haverá interrupção nas operações do país”.
Ebrahim Raisi era o segundo homem mais importante na hierarquia do Irã e favorito para suceder Khamenei. A morte do presidente deve desencadear uma briga para ver quem será o sucessor do líder supremo.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.